Atividades Realizadas no Museu Mineiro

As atividades já realizadas durante este mandato na Autarquia e na Biblioteca poderão ser consultadas nos respetivos menus.

40 anos depois de um dos mais significativos acontecimentos políticos da freguesia e do concelho, a ocupação dos escritórios das antigas minas de carvão de São Pedro da Cova pela população local, o "22 de maio de 1975" foi assinalado com uma representação teatral (monólogo - por José Susano) que "questionará" as razões deste acontecimento e com a interpretação pelo Coro Vox Populi das canções que marcaram a época. 
O "22 de maio de 1975" e as iniciativas que lhe seguiram, incorporadas no CRM - Centro Revolucionário Mineiro, inserem-se no processo revolucionário (PREC) pós 25 de Abril.

Foi apresentado o livro "Olhar o Passado - Memórias" da autora Fátima Silva no dia 2 de maio, pelas 16h00, no Museu Mineiro. A sessão abriu com um momento musical pelo grupo "José Afonso - Uma Vontade de Música". A apresentação esteve a cargo de Natália Correia.
A autora do livro, Fátima Silva, relembrou a vida de sua mãe e partilhou algumas passagem do livro com o público presente.

Inserido nas Comemorações do 41º Aniversário do 25 de Abril, realizou-se no dia 10 de abril, pelas 21h30, no Museu Mineiro de São Pedro da Cova, mais um "Encontra-te com ... José Barata-Moura".
Depois de um médico - Prof. Pinto da Costa -, de um jornalista - Rui Araújo, TVI -, e de um músico - Ana Bacalhau, foi a  vez de um filósofo, mas também cantor - José Barata-Moura.
Pretendeu-se com este encontro uma conversa aberta entre o convidado e o público presente em torno do tema "Conquistas de Abril".

Trabalhadores SPedro 201624 de março | Museu Mineiro

Após o sucesso do encontro realizado no ano de 2015, este ano realizou-se, no passado dia 24 de março, mais um Encontro dos antigos trabalhadores da Companhia das Minas de Carvão de São Pedro da Cova, organizadp pela Junta da União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova e Museu Mineiro. O objetivo desta iniciativa é reunir os antigos trabalhadores da mina de carvão de São Pedro da Cova, 44 anos após o encerramento desta, proporcionando-lhes momentos de convívio, bem como a partilha de histórias da época em que a indústria mineira imperava em São Pedro da Cova.

Realizou-se a 25 de março de 2015, pela União da Junta de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova e Museu Mineiro, com o objectivo de reunir os antigos trabalhadores da mina de carvão de São Pedro da Cova, 43 anos após o encerramento desta. Pretendeu-se com esta iniciativa proporcionar a estes trabalhadores momentos de convívio e lembrar histórias da época em que a indústria mineira imperava em São Pedro da Cova.

Sob o tema Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar, o Museu Mineiro de São Pedro da Cova assinalou o Dia Internacional de Monumentos e Sítios 2015, que se comemora a 18 de Abril.
Este ano, o Museu Mineiro preparou uma série de iniciativas, que visavam conhecer, explorar e partilhar a Casa da Malta, local de vivências mineiras, e o couto mineiro de São Pedro da Cova que, após quase 2 séculos de exploração mineira, continua a marcar a paisagem, a memória e a identidade da freguesia de São Pedro da Cova.
«» 18 de abril a 18 de maio
As Minas e a Fotografia
Exposição fotográfica sobre o Couto Mineiro de São Pedro da Cova.

Realizaram-se as Oficinas na Páscoa no Museu Mineiro de São Pedro da Cova, entre os dias 23 de março e 2 de abril, das 14h00 às 17h00. À imagem dos anos anteriores, o Museu Mineiro promoveu oficinas destinadas a crianças dos 6 aos 12 anos, com o objetivo de proporcionar aos mais novos acesso a várias atividades lúdico-culturais ligadas à história mineira.

A Junta da União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova e a Liga de Amigos do Museu Mineiro apresentou o livro "A Descoberta", de Mara Pereira, seguida de um momento musical protagonizado por Indy e Filipe - Música com Bebés e Papás, no passado dia 31 de janeiro, pelas 17h00, no Museu Mineiro de São Pedro da Cova.

Realizou-se no passado dia 13 de dezembro, pelas 17h00 no Museu Mineiro de São Pedro da Cova um Concerto de Música com Bebés e Papás. Uma sessão animada e interativa. 
Fazer música com Bebés & Papás é antes de mais uma sessão de partilha e sociabilização. Os bebés e respetivos acompanhantes são expostos a um ambiente musical rico, de qualidade, variado em timbres e estilos musicais, com vista à aquisição de um vocabulário e repertório musical. A música e as histórias sonoras contadas transportam-nos para um mundo de fantasia, proporcionando momentos inesquecíveis.
Através da observação, da imitação e da experimentação ao longo da sessão os bebés desenvolvem principalmente a perceção sensorial, a linguagem gestual, a coordenação motora e posteriormente e consequentemente, a construção de conceitos de propriedades do som como forte e fraco, rápido e lento, timbres, noção de pulsação, grave e agudo.

Desde o início de 2014 que a Junta da União de Freguesias Fânzeres e São Pedro da Cova e o Museu Mineiro promovem a comemoração dos 25 anos do Museu Mineiro e os 50 da Casa da Malta através da realização de várias iniciativas pedagógicas e culturais.
O encerramento da comemoração destas duas datas de elevada importância para a Vila de São Pedro da Cova, realizar-se-á no próximo dia 27 de setembro de 2014, pelas 15h30, no Museu Mineiro de São Pedro da Cova.
O programa de encerramento inicia com o reencontro da Banda de Música dos Mineiros do Pejão e da Banda Musical de São Pedro da Cova, seguido de Sessão Solene com a presença de várias individualidades locais e nacionais, e com a inauguração da exposição fotográfica "As Minas, a Argo e a Fotografia", cujo objeto principal é o património Mineiro de São Pedro da Cova.

2014OperaoSAALO Museu Mineiro de São Pedro da Cova reviveu o tema SAAL no passado dia 28 de junho às 16h30. Contou com a presença do Arquiteto Manuel Correia Fernandes, coordenador da Brigada Técnica de São Pedro da Cova.
Este evento pretendeu assim reunir membros da Brigada Técnica, das Associações de Moradores e do Centro Revolucionário Mineiro cujas instalações serviram de local de trabalho à Brigada, relembrando um movimento profissional, popular e cívico.
A operação SAAL colocou ao serviço das populações e da sua luta pela transformação das relações sociais. Após o 25 de Abril de 1974, o Estado compreende a necessidade urgente da reabilitação urbana, dai a criação a 6 de Agosto de 1974 do Serviço Ambulatório de Apoio Local.
Organizado em várias brigadas, que desde logo fazem notar o direito colético e individual, o poder da população local e o direito à habitação, bem como o direito à qualidade de vida. Em São Pedro da Cova não foi diferente com a chegada da brigada SAAL a novembro de 1974.

Uma iniciativa inserida nas comemorações dos 50 anos da Casa da Malta e dos 25 de Museu Mineiro, que pretende abordar uma das questões sociais mais importantes: a habitação. Crucial nas sociedades industrializadas, estas foram adotando medidas necessárias para a construção da chamada habitação operária.A Companhia das Minas de Carvão de São Pedro da Cova insere-se nas chamadas empresas paternalistas que, neste caso específico, colocou várias medidas sociais em prática como uma forma de atrair e fixar população operária -habitação, saúde, educação.
Nesta iniciativa foi abordada a problemática da construção dos bairros operários, denominados de bairros mineiros, bem como das casas da malta; espaços de partilha de convivências, diferentes formas de ser, pensar e viver.
A Tertúlia realizada no dia 19 de julho, pelas 16h00, no Museu Mineiro, contou com a presença do Presidente da Associação Portuguesa de Escritores, Dr. José Manuel Mendes, a quem coube analisar a obra "Casa da Malta", de Fernando Namora.

Com o objetivo de sensibilizar os mais novos para o património e ao mesmo tempo ocupar os seus tempos livres com atividades ligadas às temáticas abordadas no Museu Mineiro, propusemos como tema a Utilidade do Carvão e o seu processo de transformação em energia a vapor, abordando ainda as fontes de energia alternativas e menos poluentes, bem como as tecnologias que levaram ao desuso do carvão e consequente encerramento das Minas de Carvão de São Pedro da Cova.
As Oficinas de Verão destinaram-se às crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 14 anos de idade e decorreram entre 30 de junho e 1 de julho. Durante este período foram desenvolvidas visitas didáticas a locais relacionados com a temática; atividades plásticas e lúdicas.

17 de Abril | 21h00 | Museu Mineiro
com as presenças de:Ariana Cosme, professora da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
José Luis da Costa Lima, Capitão que integrou a equipa das Campanhas de Dinamização Cultural
Valdemar Cruz, Jornalista e Investigador

25abril2014-MM-BFMuseu Mineiro de São Pedro da Cova
11 de abril | 21h00
Música por Carlos Andrade, João Teixeira e José Silva e poesia por Lourdes dos Anjos

25abril2014-MM-BF-ateliersDurante o mês de Abril também o Museu Mineiro e a Biblioteca de Fânzeres comemoraram os 40 anos da Revolução dos Cravos.
Tivemos alguns ateliers para os mais jovens, durante a pausa letiva. Dos 6 aos 14 anos, com inscrição prévia e gratuita, as crianças e jovens tiveram momentos de interação e de diversão nos seguintes ateliers:
Ateliers no Museu Mineiro:
8 a 11 de abril, das 14h00 às 17h00 - Dramatização em Abril "A Fábula dos Feijões Cinzentos, de José Vaz
15 a 17 de abril, das 14h00 às 17h00 - Mãos ao Barro - Desenvolvem-se algumas técnicas para trabalhar o barro.
Atelier na Biblioteca de Fânzeres:
14 a 17 de abril, das 15h00 às 17h30 - Atelier de Abril
Atividades ainda durante o mês de Abril 
Museu Mineiro:
11 de abril às 21h00 - Concerto pelo Grupo "Homenagem a Zeca Afonso"
17 de abril às 21h00 - Memórias do 25 de Abril. Teremos a oportunidade de ouvir o impacto que o 25 de Abril teve nas profissões de algumas pessoas
Biblioteca de Fânzeres:
22, 23 e 24 de abril às 15h30 - Filme "A Revolução de Abril e a Democratização"
23 de abril às 21h00 - Poesia e Cantares de Abril

No encerramento da exposição temporária "A Luz que nos Ilumina" pudemos contar com a presença do colecionador de gasómetros Vicent Vincke, que nos fez o enquadramento da situação das minas em vários países.

Mãos ao Barro - Atelier
Entre os dias 15 a 17 de abril, realizou-se o atelier "Mãos ao Barro". Pretendeu-se um contacto com a forma de trabalhar o barro. Este atelier destinou-se a um público com idades compreendidas entre os 6 e os 14 anos.
Tertúlia - "Memórias do 25 de Abril" 
No dia 17 de abril, pelas 21h00 realizou-se uma tertúlia com testemunhos vivos do impacto do 25 de Abril nas suas profissões. A Tertúlia contou com as presenças de Ariana Cosme, Professora da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, José Luís da Costa Lima, Capitão que integrou a equipa das Campanhas de Dinamização Cultural e Valdemar Cruz, Jornalista e Investigador.
Dramatização em Abril - Atelier 
Entre os dias 8 a 11 de abril realizou-se um atelier, intitulado: Dramatização em Abril - "A Fábula dos Feijões Cinzentos", de José Vaz. Destinado à faixa etária entre os 6 e os 14 anos, entre as 14h00 e as 17h00.
Concerto Pelo Grupo "Homenagem a Zeca Afonso"
No dia 11 de abril, pelas 21h00 realizou-se um Concerto pelo grupo "Homenagem a Zeca Afonso" - Tributo a Zeca Afonso, com Carlos Andrade, João Teixeira e José Silva e poesia por Lourdes dos Anjos.

Para assinalar o Dia Mundial da Saúde, o Museu Mineiro de São Pedro da Cova organizou uma Conferência, no dia 5 de abril, pelas 16h30, sobre a Silicose, doença profissional associada à exposição de poeiras, muito frequente nos operários mineiros de São Pedro da Cova, que laboraram durante quase dois séculos nas Minas de Carvão que existiram na Freguesia. Nesta Conferência contamos com a presença de um antigo operário das Minas de Carvão de São Pedro da Cova, afetado com silicose, e com o Dr. Rocha Nogueira, responsável por um estudo que identificou vários casos de silicose no Norte de Portugal.

Inserida na Comemoração dos 25 anos do Museu Mineiro e 50 da Casa da Malta, pretendemos dar a conhecer o Edifício da Casa da Malta e a sua adaptação a espaço público como Museu Mineiro. Durante o mês de março de 2014 foi possível perceber toda a arquitetura e a sua funcionalidade, bem como reviver as rotinas dos Malteses. Estas visitas serão efetuadas às 4ªs feiras e sábados, com marcação prévia para grupos.