Sophia Mello Breyner AndresenSophia de Mello Breyner Andresen - Comemoração do Centenário (1919-2019)
Escolas da União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova
Participação do Movimento Sénior Saúde e Bem-Estar e Biblioteca de Fânzeres

A Junta da União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova, através dos seus espaços culturais, Biblioteca de Fânzeres e Movimento Sénior Saúde e Bem-Estar, concebeu um espetáculo de poesia e música, com poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen. Este espetáculo está disponível para levar às escolas da União de Freguesias, de acordo com a disponibilidade dos nossos séniores.

Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto, a 6 de novembro de 1919 e morreu a 2 de Julho de 2004. Deixou-nos um enorme legado literário, contos infantis, teatro, ensaio, poesia. Muitas das suas obras fazem parte do Plano Nacional de Leitura, como a “A Noite de Natal”, “O rapaz de bronze”, “A fada Oriana”, “A árvore”. Recebeu diversos prémios e galardões. Foi a primeira mulher portuguesa a receber, em 1999, o galardão Prémio Camões.
A sua obra e os diversos prémios recebidos, ao longo da sua carreira, são evidência clara da sua grandeza como uma das maiores poetisas do século XX.
Os seus poemas estão, em permanência, expostos no Oceanário de Lisboa, sendo, também, desta forma reconhecido e valorizado a sua obra.
Participou ativamente em oposição ao Estado Novo. Após a Revolução de Abril, foi candidata à Assembleia Constituinte, em 1975.
E, em jeito de homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen, deixamos um dos seus poemas:

LIBERDADE [2]
Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade.
             "No mar novo", 1958