Planta do Cavalete com sistema de Andorinhas. 2010. Créditos de Alexandra Lopes.
Andorinhas no nível IX, do Cavalete. 1960. Arquivo MMSPC
Andorinhas ao nível IX do Cavalete. 1960. Arquivo MMSPC.
  • Planta do Cavalete com sistema de Andorinhas. 2010. Créditos de Alexandra Lopes.
  • Andorinhas no nível IX, do Cavalete. 1960. Arquivo MMSPC
  • Andorinhas ao nível IX do Cavalete. 1960. Arquivo MMSPC.
  • As Roldanas

    O Cavalete do Poço de São Vicente possuía, ao nível IX (31,70m), 2 roldanas – que auxiliavam na extração de carvão. Na giria mineira, estas roldanas, são designadas de Andorinhas.

    Nestas andorinhas circulavam cabos de aço que estavam ligados a uma máquina de extração, cuja função era a de elevar jaulas que circulavam no poço, para que estas pudessem subir e descer com as berlinas e/ou pessoal. As andorinhas permitiam assim, que os cabos de aço passassem de uma posição inclinada (saída da máquina) para a vertical (suspensão das “jaulas” - elevadores - ao longo da vertical dos poços).

    Com o fim da exploração mineira na Vila e a desativação do Cavalete do Poço de São Vicente, as andorinhas foram retiradas da estrutura, no final da década de 70 do século XX, sendo posteriormente transferidas e instaladas no Museu Mineiro de São Pedro da Cova.